quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Ministério Público aciona justiça contra o estado de Minas Gerais por corrupção na saúde durante o Governo Aécio Neves, Promotores pedem ressarcimento aos cofres públicos de mais de R$ 5 bilhões de reais.


O Ministério Público do Estado de Minas Gerais protocolou na sexta-feira ação contra o governo estadual por uma suposta fraude orçamentária nos gastos na área de saúde entre os anos de 2003 e 2010, época em que o Estado era governado pelo atual senador e candidato à Presidência da República Aécio Neves (PSDB).

Segundo a ação, o governo promoveu uma maquiagem nas contas da área inserindo R$ 1,3 bilhão em recursos da empresa estatal de saneamento, Copasa, para que fosse atingido o percentual constitucional de 12% a ser investido na área.

A ação, segundo informa o jornal Folha de S. Paulo, foi proposta por três promotores e pede o ressarcimento aos cofres públicos do montante desviado. Em outra ação que tramita na Justiça mineira, o MP pede o ressarcimento de outros R$ 4,3 bilhões que deveriam ter sido investidos na saúde entre 2003 e 2008. Somados, os valores se aproximam dos R$ 7,7 bilhões que a presidente Dilma Rousseff (PT) tem dito na campanha que deixaram de ser investidos na saúde nas gestões de Aécio.

Ao jornal paulista, o governo de Minas negou qualquer irregularidade afirmando que nos anos citados nas ações ainda não havia sido regulamentada a emenda constitucional que define os percentuais de investimento no setor. Alegou ainda que as contas do governo Aécio foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado, mesmo argumento apresentado pelo tucano.

Fonte: Bocão News.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...