sábado, 20 de fevereiro de 2010

Por falta de promotor, audiência do caso das agulhas é adiada.


Por falta de promotor, a audiência de Angelina Capistana Ribeiro dos Santos, 47 anos, marcada para esta quinta-feira (18), no Fórum de Ibotirama, foi adiada para o dia 4 de março. Ela é acusada de participar de um ritual que introduziu 31 agulhas no corpo do menino Márcio, de apenas dois anos.

A audiência do ex-padrasto, Roberto Carlos Magalhães, que introduziu os objetos na criança ainda não tem data marcada, pois é necessário que o juiz autorize o exame de sanidade mental e que saia o resultado.

O pequeno Márcio passou por três cirurgias que retiraram 22 agulhas localizadas no coração, pulmão, coluna, clavícula, axila e região do abdômen. Ele teve alta do Hospital Ana Néri, em Salvador, no dia 22 de janeiro, e seguiu com sua família para a cidade de Barreiras.


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...